CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

O parmesão premiado da Perosa

A Indústria e Comércio de Laticínios Perosa, de Iraceminha, no extremo-oeste catarinense, não apenas sobreviveu a um fechamento temporário, mas agora é reconhecida internacionalmente por seus queijos finos e derivados lácteos. Com auxílio de consultorias do Sebrae, a empresa atingiu um novo patamar de sucesso e reconhecimento global.

A história da Perosa começa em 1998, quando a empresa começou a produzir queijos finos e outros produtos lácteos como doce de leite e ricota. Após a morte inesperada do fundador, Darci Perosa, em 2011, a produção foi interrompida. No entanto, seu filho, Diego Perosa, trouxe o empreendimento de volta à vida em 2021, depois de viajar à Itália para buscar novas ideias e técnicas de produção. Em pouco tempo, a Queijos Perosa não só reabriu suas portas, mas também conquistou prêmios nacionais e internacionais.

A sede da Queijaria Perosa em Iraceminha, SC
A sede da Queijaria Perosa em Iraceminha, SC

A empresa tem contado com o suporte do Sebrae em diversas frentes. Através do Sebraetec, ela recebeu consultorias tecnológicas para o desenvolvimento do site da empresa. Com o Programa Agente Local de Inovação (ALI), na categoria Produtividade, a Perosa recebeu apoio para impulsionar sua gestão e operações. Segundo Diego, o Sebrae proporcionou acesso a ferramentas como e-commerce, programas de gestão, cursos e subsídios para análises de laboratório. Tudo isso é crucial para quem está começando um empreendimento.

Apesar de sua experiência na produção de queijos, Diego teve que enfrentar outros desafios ao assumir a liderança do negócio. “Gerenciar uma empresa é complexo. Tive que aprender sobre precificação, marketing e logística. Os desafios eram muitos, mas o Sebrae nos ajudou a ter uma visão diferenciada do mercado, que nos permitiu vencer competições e aumentar a demanda por nossos produtos”, explicou ele.

O Raclette da Perosa obteve uma medalha de prata no Prêmio Queijo Brasil
O Raclette da Perosa obteve uma medalha de prata no Prêmio Queijo Brasil
Diego Perosa com os prêmios
Diego Perosa com os prêmios

Hoje, a Queijos Perosa passa por um momento de consolidação da marca. Os resultados da empresa refletem um compromisso com a qualidade e inovação, destacando serviços como ensaios físico-químicos e microbiológicos que garantem a conformidade com a legislação vigente. Essas práticas são essenciais para atestar a qualidade dos produtos e conquistar a confiança dos clientes.

E o reconhecimento não veio apenas dos clientes, mas também do setor. Em 2022, o queijo parmesão da Perosa ficou em quinto lugar em um concurso organizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Em 2023, a empresa conquistou uma medalha de bronze no World Cheese Awards, o maior concurso internacional de queijos do mundo, e uma medalha de ouro no Prêmio Queijo Brasil 2023, realizado em Blumenau (SC). Além disso, o Raclette da Perosa obteve uma medalha de prata no Prêmio Queijo Brasil.

Com um passado de desafios e um presente de sucesso, a Perosa tem um futuro promissor, com planos para expandir sua presença no mercado nacional e continuar levando a tradição e a inovação do queijo brasileiro para o mundo.

Leia também: