CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Produção orgânica oferece sustentabilidade econômica

Está disponível no canal de capacitações on-line da Epagri o vídeo “Bases: manejo de pragas e sanidade em hortaliças em produção orgânica”. A capacitação, disponível para livre acesso, é ministrada por Paulo Antônio de Souza Gonçalves, pesquisador da Estação Experimental da Epagri em Ituporanga.

Durante o vídeo o pesquisador explica que o foco da agroecologia e da produção orgânica é produtividade ótima, que ofereça sustentabilidade econômica, sem uso de agrotóxicos, preservando a saúde humana e a biodiversidade do ambiente. A busca é por conhecimentos que aliem saúde humana e do ambiente com economia, além da questão social. Uma visão que integra várias questões, não só produzir o máximo por área.

Na capacitação, o pesquisador explica que o sistema agroecológico procura imitar ao máximo a natureza, para poder usufruir dos serviços prestados pelo ecossistema, que são gratuitos. Nesse sentido, o vídeo apresenta algumas medidas que podem ser tomadas na produção de hortaliças para reduzir o uso de agroquímicos.

Produtos orgânicos para comercialização
Produtos orgânicos para comercialização

Nas quase duas horas de vídeo são apresentados fatores de redução de pragas e como diversificar o ambiente de cultivo, incluindo o uso de adubos verdes, também conhecidos como plantas de cobertura. O conteúdo aborda ainda plantas repelentes de inimigos naturais e plantas que atraem inimigos naturais, bem como consórcios entre culturas agrícolas para lidar com estes inimigos.

A importância da nutrição e manejo do solo no controle de insetos também faz parte do conteúdo. O instrutor fala ainda sobre substâncias recomendadas para cultivo orgânico, controle biológico induzido, homeopatia, biofertilizantes, caldas bordalesa e sulfocálcica, certificações e Instruções Normativas que regem a produção orgânica, entre outros temas.

Paulo Antônio de Souza Gonçalves é graduado em agronomia, com mestrado em entomologia e doutorado em ecologia e recursos naturais. Atua como pesquisador da Epagri desde 1990 e é autor de 275 trabalhos técnicos. Desenvolveu cinco substâncias em altas diluições para manejo orgânico na cultura da cebola e dois para rúcula. Desenvolveu 27 processos ou tecnologias para hortaliças com trabalhos publicados e participa atualmente de 12 projetos na Epagri, como foco no manejo de insetos e agroecologia.

Leia também: