CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Ciência e TecnologiaCriaçãoGestão, Mercado e EconomiaNotícias

Calculadora para auxiliar na escolha dos cruzamentos na pecuária

Touro Hereford

Encontra-se disponível dentro das páginas Origen, para os criadores vinculados à Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC), a calculadora de acasalamento, uma ferramenta informatizada desenvolvida pela Embrapa Pecuária Sul e a associação. A tecnologia veio para ajudar o pecuarista a selecionar os cruzamentos entre os touros reprodutores e as vacas matrizes, de forma a definir o melhor acasalamento para gerar progênies com características específicas desejadas pelo criador. A tecnologia foi lançada na Expointer deste ano, em Esteio (RS).

Resumo sobre a calculadora

A ferramenta permite que o criador selecione suas matrizes com base em informações das avaliações genéticas atualizadas, inclusive aprimoradas pela genômica quando for o caso, e escolher possíveis reprodutores para a cruza, tanto dentro de seu rebanho quanto entre touros de outros pecuaristas ou de centrais de inseminação. Assim, o produtor pode visualizar quais resultados os cruzamentos irão gerar em relação a cada uma das DEPs (diferença esperada na progênie) disponíveis pelo programa de melhoramento genético da ANC (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne, Promebo).

A ferramenta também permite prever qual será o resultado de cada um dos touros escolhidos, com as vacas a serem utilizadas no cruzamento. Com isso, o criador poderá saber o desempenho esperado nos filhos desse acasalamento e, comparando cada um dos acasalamentos, ele pode escolher qual o mais adequado.

Touro braford
Touro braford

A calculadora também permite prever e evitar resultados negativos nos acasalamentos. O pecuarista pode escolher características para evitar que os animais tenham um desempenho desfavorável. Por exemplo, um animal com peso ao nascer muito alto, que pode dar problema de parto, um animal que tenha o umbigo ou o prepúcio do macho muito comprido, e pode dar lesão, a questão da ausência de pigmentação ocular para as raças Hereford e Braford, etc. Então pode-se evitar um desempenho ruim em características importantes, o que os especialistas definem como caracterizar o nível de problema esperado e as chances de descarte involuntário dos animais que serão gerados. Assim, consegue-se minimizar o nível de problema e maximizar os índices e o valor genético dos animais.

Interface da calculadora
Interface da calculadora

A ferramenta fornece, ainda, um algoritmo que propõe as melhores combinações para os animais selecionados pelo pecuarista. Ou seja, em vez de definir o acasalamento avaliando os dados manualmente, a ferramenta faz uma indicação de melhor cruza. Essa indicação, logicamente, pode ser adotada ou não, afinal no campo, na prática, é o criador que decide o touro que ele vai acasalar com a vaca, mas ela disponibiliza todo esse nível de informação para que ele possa tomar a melhor decisão possível. Esse algoritmo foi desenvolvido no âmbito do mestrado em computação aplicada à agropecuária, desenvolvido por meio de parceria entre a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e a Embrapa.

Outra função importante da calculadora é fornecer o nível de consanguinidade entre os animais escolhidos para acasalamento. Este limiar deve ser mantido baixo, para evitar problemas reprodutivos, de adaptação e a manifestação de defeitos genéticos recessivos. É uma ferramenta que simplifica o balanceamento entre diferentes índices na busca de um objetivo, mais um passo para aprimorar a seleção dos rebanhos.

Leia também: