CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Congressos, Encontros, Simpósios e SemináriosEventos

Agroecologia 2023 promete

Ilustração do Agroecologia 2023

A Estação Experimental Cascata da Embrapa Clima Temperado, no ano em que esta Estação completa seus 85 anos, a Unidade de Pesquisas completa seus 30 anos e a Embrapa seus 50 anos, se programa para no dia 7 de dezembro receber mais de 1.500 participantes no evento “Agroecologia 2023”. Nesta edição contará com cinco realizações paralelas: XVIII Dia de Campo sobre Agroecologia e Produção Orgânica, II Feira da Agroecologia, I Oficina Pedagógica, Mostra Cultural de Arte e Dança e Reunião Regional de Organizações de Controle Social. As atividades acontecerão durante todo o dia, das 8h às 17h, dentro da área experimental da estação, localizada no interior de Pelotas, BR 392, km 88, distrito Cascata.

Esta 18ª edição traz como diferencial o foco na questão das “Águas”, seus excessos e sua escassez, com temas que buscam a disponibilização de tecnologias e inovações voltadas para lidar com as oscilações climáticas e promover a sustentabilidade ecológica e reprodução sócio econômica na agricultura familiar de base ecológica. Os cinco eventos concomitantes tratarão, sob diferentes abordagens e motivações, técnicas científicas, lúdicas ou culturais, as estratégias para se conviver e produzir dentro da atual realidade das “Águas” em tempos de instabilidade climática.

Estação Experimental Cascata da Embrapa
Estação Experimental Cascata da Embrapa

Os interessados em conhecer a programação podem acessar CLICANDO AQUI. Para saber sobre as dez tecnologias que serão destacadas no evento, CLIQUE AQUI. O evento tem diversas caravanas programadas para participação, mas também está aberto ao público interessado no tema.

Lançamento do Guia de Mudas

Durante a agenda do dia será realizado também o lançamento de um novo produto que pretende auxiliar os produtores rurais e outros profissionais, a publicação Guia para Identificação de Mudas de Espécies Arbóreas Indicadas para Restauração Florestal no Rio Grande do Sul, com quase uma centena de espécies identificadas.

Chamada para o Agroecologia 2023

Os pesquisadores do Grupo de Manejo e Restauração da Vegetação Nativa da Embrapa Clima Temperado, observaram que os diferentes atores envolvidos no processo de plantio de espécies florestais nativas no Rio Grande do Sul, apresentam dificuldades para identificar sementes e mudas, incorrendo muitas vezes em erros que podem comprometer ou inviabilizar o processo de restauração florestal. E este tema da restauração florestal é foco de atenção do país, que tem o compromisso de restaurar 21 milhões de hectares para implementação dos instrumentos que compõem a política ambiental nacional.

A qualidade de mudas e sementes passa não apenas pelas melhores técnicas de coleta, beneficiamento e armazenamento de sementes e produção de mudas de essências florestais, mas também pela correta identificação dessas espécies. Este é o primeiro volume de um guia que pretende, de forma ilustrada e didática, apresentar características-chave para identificação de mudas e sementes das principais espécies arbustivas e arbóreas indicadas para restauração florestal no Rio Grande do Sul.

Banner do Agroecologia 2023

Leia também: