CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Ciência e TecnologiaLogísticaNotíciasSilvicultura e Extrativismo

Voce conhece o megatrem com 240 t de capacidade

O megatrem da Manos carregado

A Manos Implementos, fabricante de Santa Catarina dedicada ao segmento florestal, desenvolveu o maior megatrem florestal do mercado. O implemento é direcionado ao transporte de madeira bruta para operar no segmento off-road. O modelo chama a atenção por suas impressionantes capacidades, sendo dimensionado para transportar 80 t de carga em cada semirreboque, totalizando uma carga líquida de 240 t.

A introdução do megatrem pela Manos na operação florestal brasileira marca uma nova era para o transporte de cargas pesadas na América do Sul. Este projeto em especial, viabiliza o desenvolvimento em conjunto com a implementadora australiana Kennedy Trailers, conhecida por suas configurações robustas de “Road Trains” que suportam de 120 a 500 toneladas e trafegam em rodovias especiais, chamadas “Road Train Network” na Austrália desde o ano de 1986.

O novo megatrem florestal tem uma configuração genuinamente preparada para o trajeto off-road, da floresta à indústria. Não se trata de um implemento adaptado de um modelo rodoviário, mas sim de um implemento específico, que entrega uma solução dedicada à alta capacidade de carga. As impressionantes mais de 240 toneladas de carga líquida total que o conjunto megatrem transporta em cada viagem são acomodadas em duas pilhas de madeira, que podem variar entre toras de 7,5 m e 8,0 m em cada composição.

O gigante transitando por entre os talhões florestais
O gigante transitando por entre os talhões florestais

Essa capacidade de carga é distribuída nas caixas frontais e traseiras, otimizadas devido ao desenho curvo do chassi e ao sistema de suspensão super rebaixado, gerando assim um centro de gravidade mais baixo ao implemento em relação ao solo, maximizando a aderência e a estabilidade do caminhão, evitando derrapagem em subidas e aumentando o poder de arrancada em todo tipo de terreno. Fabricado todo em chassi heavy-duty, o Megatrem Manos & Kennedy conta com três composições e dois dollys de três eixos, que entregam uma operação mais simples, segura e econômica. O dolly é um equipamento responsável por auxiliar na distribuição do peso do veículo, permitindo assim, maior transporte de carga, usado para ligar uma carreta e um caminhão, e consequentemente, o veículo passa a ser considerado um rodotrem. Na soma o conjunto utiliza 60 pneus, sem contar o do cavalo-mecânico. O implemento foi desenvolvido para operar com elevadas capacidades de carga com baixo custo de manutenção em relação a modelos equivalentes.

Utilizando tecnologia avançada de engate e sistema de freios estacionários, permite o desacoplamento carregado, sem riscos operacionais. Além das novas soluções desenvolvidas em parceria com a Kennedy Trailers, a Manos Implementos realiza a transferência de tecnologias entre seus modelos de implementos para continuamente elevar o padrão de design e funcionalidade a cada projeto. No megatrem estão presentes os conceitos dos super rebaixados, mantendo o princípio de gerar sustentabilidade e eficiência operacional.

O Megatrem Florestal com 240 t de capacidade da Manos Implementos
O Megatrem Florestal com 240 t de capacidade da Manos Implementos
Detalhe da robustez do equipamento
Detalhe da robustez do equipamento

O veículo foi criado para ser mais competitivo frente o hexatrem que tem capacidade equivalente. Fazendo o comparativo em relação à configuração do hexatrem, houve uma redução de: um chassi, três eixos, doze pneus, um kit de freios e três quinta-rodas. Além do sistema de acoplamento, citado anteriormente, o megatrem possui um sistema de quinta-roda com quadro direcional (rala), que elimina 100% do atrito entre pino-rei e mesa de apoio, ou seja, reduz necessidade de lubrificação e de ajuste de folga. Isso representa facilidade e economia com manutenção.

Composições de grande porte reduzem o volume de caminhões circulando, otimizando custos operacionais e de manutenção, princípios que estão em consonância com o ESG, pois minimizam riscos de acidentes, promovem a redução na emissão de gás carbônico e o menor consumo de combustível, ou seja, apoiam a responsabilidade social, além da sustentabilidade ambiental e econômica.

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *