CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

CapacitaçãoMeio Ambiente e EnergiaTurismo e Lazer

Biodiversidade – Brasil possui maior quantidade de animais desconhecidos do planeta

A perereca-de-capacete-do-rio-pomba (Aparasphenodon pomba) foi descrita em 2013, um dos exemplos das tantas espécies ainda a serem descobertas no Brasil

O país possui 10,4% das espécies desconhecidas do mundo, seguido da Colômbia (5,2%), da Indonésia (5%) e de Madagáscar (4,6%). Estes dados devem orientar políticas de conservação ambiental mais eficazes

O ranking foi criado a partir de análises de dados que levam em conta características das regiões onde foram descobertas 32 mil das 35 mil espécies de vertebrados terrestres já catalogadas (três mil, descritas a partir de 2014, foram excluídas da análise por ainda serem pouco estudadas).

Entre as características analisadas, estão fatores climáticos (precipitação, umidade, temperatura…) e fatores geográficos (região, altitude, densidade demográfica…). Foram analisados também elementos ligados às espécies em si, como o tamanho do animal e a abrangência de sua distribuição geográfica.

Surucuá de Murici (Trogon muriciensis) descoberto recentemente na Estação Ecológica de Murici, Alagoas
Surucuá de Murici (Trogon muriciensis) descoberto recentemente na Estação Ecológica de Murici, Alagoas – Foto: Herminio Vilela
A perereca-de-capacete-do-rio-pomba (Aparasphenodon pomba) foi descrita em 2013, um dos exemplos das tantas espécies ainda a serem descobertas no Brasil - Foto: Pedro Peloso/Projeto DoTS
A perereca-de-capacete-do-rio-pomba (Aparasphenodon pomba) foi descrita em 2013, um dos exemplos das tantas espécies ainda a serem descobertas no Brasil – Foto: Pedro Peloso/Projeto DoTS

A pesquisa aponta que o bioma brasileiro onde mais devem ocorrer descobertas é a Mata Atlântica (leia a matéria Biodiversidade – Frutas da Mata Atlântica), mas é claro que, na Amazônia, também há muito a se descobrir.

A espécies descobertas têm alto valor ecológico pois atuam como polinizadores, no combate a doenças e pragas ou realizam algum controle biológico. Além disso, podem ser utilizadas na produção de alimento.

Desmatamento, o maior vilão – de novo!

Dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) apontam que, entre agosto de 2019 e julho de 2020, só na Amazônia 11.088 km² de floresta foram derrubados. É a maior área desmatada da última década.

Na contramão deste cenário, a catalogação de espécies pode ajudar a frear o desmatamento, ao orientar políticas de conservação como a criação de reservas ambientais. Outro obstáculo para as novas descobertas é a falta de investimento em pesquisas científicas e infraestrutura universitária.

A RuraltecTV está à disposição para a publicação de pesquisas que contribuam com o agronegócio consciente, sustentável e que atenda as demandas de uma sociedade mais saudável e justa.

Leia também:

BlogFauna RuraltecTV – Sapo-cururu

BlogFauna RuraltecTV – Mamangava

BlogFauna RuraltecTV – Tucunaré

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *