CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

CapacitaçãoCriaçãoGestão, Mercado e EconomiaPetTurismo e Lazer

Adestre seu animal em casa

Proprietária adestrando seu pet
Você precisa saber exatamente o que fazer e o que não fazer
 
Quer ter uma convivência tranquila e harmoniosa com seu pet? Se você tem mais de um, então, fique atento nas dicas que vamos dar!
 
Você precisa saber exatamente o que fazer e o que não fazer.
 
Mas será que o adestramento em casa funciona e é tão simples assim?
 
O objetivo do adestramento é que seu pet modifique o comportamento e que vocês se tornem mais próximos! Desta forma, os dois vão sentir uma melhoria no ambiente, na qualidade de vida, no relacionamento entre todos e vários outros benefícios que vocês irão percebendo pouco a pouco.

DICA 1 – Tire dúvidas com outros donos de pets que já passaram pelo processo. Peça esclarecimentos e pergunte quais os métodos utilizados. Leia e pesquise a respeito. Se você continuar com dúvidas sobre os métodos de adestramento e não tiver segurança para fazê-lo, aí, consulte um profissional. E se optar por um adestramento por parte de um profissional, participe ativamente do processo. 

DICA 2 – O treinamento para o adestramento do animal de estimação é um processo de repetição! Ele deve se sentir motivado a fazê-lo. Para isso, você deve recompensá-lo sempre que ele cumprir as tarefas determinadas. Dessa forma, ele entenderá que a ação que ele fez vai gerar um bom resultado para ele.

DICA 3 – Todo início e término dos treinos devem ter sinais distintos. Com isso, ele vai entender e executar a rotina e memorizar o que deve ser feito a partir dos sinais que podem ser sonoros ou gestuais.

DICA 4 – Se a tarefa não foi bem realizada, não o recompense! E lembre-se de só oferecer o regalo, ao fim da tarefa. 

DICA 5 – Ah, a tecnologia! Ela está aí para nos apoiar! Você também pode pesquisar por aplicativos (há inúmeros gratuitos, acessíveis pelo celular) que te auxiliam no adestramento.

DICA 6 – Não force um treinamento tedioso ou muito intenso, pois isso desmotivará o seu pet e o resultado será inverso: ele poderá ficar estressado. Dê o tempo que ele precisa para assimilar.

DICA 7 – O adestramento caseiro do animal de estimação é apenas um recurso para a convivência. A não ser que o seu pet seja um pet esportivo e que vocês participem de competições! Lembre-se: o processo deve ser DIVERTIDO.

Aproveite as dicas e melhore o relacionamento com seus pets! A vida vai ficar muito mais relaxante e divertida!

Leia também:
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *