CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Manchetes da semana - 15 a 21-07-2023

Aqui você encontra em notas as últimas e mais importantes notícias semanais do agronegócio nacional e internacional

JBS é acusada de trabalho escravo de terceirizados em MS

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes e Derivados (Sindaves) acusa a Seara, marca de carnes de frango e suínos da JBS, de submeter funcionários terceirizados a condições degradantes em Sidrolândia (MS). A entidade afirmou também que 15 trabalhadores indígenas foram encontrados em situação análoga à escravidão. Procurada, a Seara afirmou que, assim que soube do caso, exigiu que o fornecedor cumprisse todas as regras trabalhistas. Em ação civil pública movida na Vara do Trabalho Itinerante em Sidrolândia, o sindicato pede ressarcimento a mais de uma centena de trabalhadores e ex-funcionários da Seara por danos morais e existenciais. O sindicato afirma que, na maioria dos casos, os trabalhadores têm carga horária de mais de 12 horas diárias e a interjornada de 11 horas não é cumprida (tempo mínimo entre o fim de um expediente e início do próximo). Os trabalhadores saem de Sidrolândia e percorrem mais de 100 quilômetros para pegar frangos, muitas vezes chegando a trabalhar 14 horas.

Abastecimento de combustível

Gasolina, etanol e diesel recuam

O preço médio de gasolina, etanol e diesel recuaram nos postos do Brasil, apontou pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A gasolina caiu 0,7% nas bombas, para R$ 5,63 por litro. A queda veio após um salto do combustível fóssil de 5,8%. Já o etanol hidratado, concorrente direto da gasolina nas bombas, recuou 1,53%, para R$ 3,87 por litro. O diesel S10, tipo mais comercializado no país, caiu ligeiramente para R$ 5,01 por litro. O diesel comum passou para R$ 4,94 o litro.

Quase R$ 1 bi em multas ambientais

O Governo de Mato Grosso apresentou um balanço de atividades realizadas no primeiro semestre de 2023 para combater o desmatamento ilegal e crimes contra a flora. Ao todo, 153 mil hectares de terras foram embargados. O governo atendeu 1.702 alertas de desmatamento e aplicou R$ 937 milhões em multas. Neste período também foram apreendidos 115 veículos usados em ilícitos ambientais em 152 operações realizadas.

Japão suspende frango de Santa Catarina

O Japão suspendeu compras de carne de frango proveniente de Santa Catarina após registro de gripe aviária em quatro aves de subsistência, de fundo de quintal, no município de Maracajá, no sul do estado. A decisão das autoridades japonesas não está alinhada com os protocolos da Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), que sugere a suspensão do comércio apenas em casos registrados em produção comercial. O Ministério da Agricultura brasileiro questionou as autoridades japonesas sobre a suspensão, argumentando que a ocorrência da gripe aviária em aves de subsistência não altera o status do Brasil como país livre da doença.

Bandeiras do Mercosul e União Europeia

Acordo UE-Mercosul deve ser baseado na confiança mútua

Na cúpula realizada em Bruxelas nesta semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez críticas ao protecionismo por parte da União Europeia em relação ao acordo com o Mercosul, ressaltando que a parceria econômica entre os dois blocos deve ser construída com base na confiança mútua, não em ameaças. Durante o evento, que reuniu países da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e da União Europeia, Lula destacou a importância de não utilizar a defesa dos valores ambientais como justificativa para o protecionismo, enfatizando que o poder de compra do estado é uma ferramenta essencial para investimentos em áreas fundamentais como saúde, educação e inovação, sendo crucial para viabilizar a implementação da tão desejada industrialização verde. Lula reiterou a importância de superar esses entraves, trabalhando em conjunto para encontrar soluções que atendam aos interesses de ambas as partes.

Dado início à renegociação de dívidas da faixa 2 do Desenrola Brasil

Instituições financeiras credenciadas pelo Banco Central a realizar operações de crédito começam a oferecer a renegociação de dívidas para a Faixa 2 do Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas Inadimplentes (Desenrola Brasil). Segundo o Ministério da Fazenda, cerca de 30 milhões de brasileiros podem se beneficiar nesta etapa. A Faixa 2 do programa abrange a população com renda de dois salários mínimos – R$ 2.640 até R$ 20 mil por mês. As dívidas podem ser quitadas nos canais indicados pelos agentes financeiros e poderão ser parceladas, em, no mínimo, 12 prestações. Também é necessário ter sido incluído no cadastro de inadimplentes até 31 de dezembro de 2022.

Brasil registra 2º caso de gripe aviária em animal de criação

A Secretaria de Estado da Agricultura e a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) confirmaram um episódio de gripe aviária em uma criação doméstica no estado. Esse é o segundo caso do Brasil. O primeiro foi identificado em uma propriedade no município da Serra, no Espírito Santo. O caso aconteceu em Maracajá, no litoral sul do estado. A propriedade abrigava aves como galinhas-d’angola, patos, marrecos e codornas. No total, 177 exemplares foram sacrificados, conforme prevê a legislação. Agentes sanitários seguem na região intensificando ações de controle e visitando propriedades. Atualmente, o país registra 64 focos de Influenza Aviária H5N1 de Alta Patogenicidade (IAAP) em diferentes estados.

Instituto de Zootecnia em Nova Odessa, SP

IZ completa 118 anos de pesquisas

Exemplo de comprometimento com a sustentabilidade, a saúde e o bem-estar animal, o Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo comemorou em 15 de julho, seus 118 anos de fundação. Por meio da pesquisa e desenvolvimento, o IZ tem impulsionado práticas agrícolas sustentáveis, garantindo a saúde e o bem-estar dos animais. As atividades científicas do IZ são essenciais para a produção animal responsável e consciente, visando um futuro mais sustentável.

Pescadores e aquicultores tem mais de R$ 208 bi disponíveis no Plano Safra 2023

São R$ 208,5 bilhões em financiamento disponível em vários programas e modalidades de crédito. Há desde linhas voltadas à compra de equipamentos, como o Moderfrota, até o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), voltado para pequenos produtores. Os recursos estão disponíveis em quatro grandes rubricas. No Plano Safra administrado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária são R$ 83,08 bilhões. No Pronaf, administrado pelo MDA, outros R$ 71,6 bilhões. E há ainda R$ 34,61 bilhões no Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), R$ 10 bilhões no Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e mais R$ 9,5 bilhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Destacam-se os programas de Modernização da Agricultura e Conservação dos Recursos Naturais, de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária, de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias e Pronamp, crédito feito especialmente para o médio produtor promover o desenvolvimento das atividades rurais. Pescadores artesanais poderão acessar o crédito disponível no Pronaf.

Governo do Ceará sanciona Política Estadual de Pagamentos sobre Serviços Ambientais

Sancionada a Política Estadual de Pagamentos sobre Serviços Ambientais. O PSA, como é chamado, é um instrumento econômico para remunerar proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), produtores rurais, agricultores familiares, comunidades tradicionais e outros pelos serviços ambientais prestados em suas propriedades e que geram benefícios para a sociedade. Estes serviços são gerados, por exemplo, a partir da proteção das florestas, proteção de nascentes e recuperação de áreas degradadas que contribuem diretamente para o enfrentamento às mudanças climáticas, estocando e removendo carbono da atmosfera, aumentando a segurança hídrica, protegendo a biodiversidade e assegurando o bem-estar das pessoas.

O raçador nelore Bingar da AT

Grande raçador nelore morre aos 17 anos

O pecuarista Gustavo Stucchi da Nelore El Zahran, Fazenda Chaparral, comunicou o falecimento do touro Nelore Bingar da AT (Garimpeiro x Escandinavo x Kalindri), aos 17 anos. O raçador foi adquirido em 2008 do grande criador Arthêmio Olegário de Souza, Fazenda Água Tirada. Fez história no rebanho da Fazenda Chaparral e de vários outros criatórios, produzindo excelentes matrizes e reprodutores.

PIB da bioeconomia já passa de R$ 2,5 trilhões

Entram nas contas do PIB da bioeconomia as atividades de origem vegetal e florestal, animal, bioindústria e indústria “bio-based” (com viés biológico). Segundo a FGV, as de origem vegetal e florestal, que representam cerca de 30% do total, recuaram 3,62% e foram, com isso, as principais responsáveis pelo declínio do indicador geral. A bioindústria, que representa 50% do total, encerrou o ano passado com retração de 0,74%.

BNDES lança edital de programa que destina R$ 1 bilhão para agricultores no Nordeste

O BNDES e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) anunciaram o lançamento do edital do projeto “Semeando Resiliência Climática em Comunidades Rurais do Nordeste”. O objetivo é capacitar 250 mil famílias em quatro estados nordestinos para a adoção de sistemas de produção agropecuária resilientes, conservação de recursos hídrico e adaptação aos efeitos das mudanças climáticas. O projeto conta com a parceria do Fundo Verde do Clima, da ONU, e vai destinar US$ 217,3 milhões, cerca de R$ 1 bilhão, para apoiar o desenvolvimento sustentável no semiárido nordestino.

Suíno e frango

Custos de produção de suínos e de frangos de corte voltam a cair em junho

Segundo os estudos mensais da Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Embrapa Suínos e Aves com acesso CLICANDO AQUI, o ICPSuíno foi de -1,11% no mês de junho em relação a maio, fechando em 329,58 pontos. Já o ICPFrango encerrou o mesmo período com uma variação de -3,07%, registrando 345,83 pontos. Os estados de Santa Catarina e Paraná são usados como referência nos cálculos da CIAS por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente. Os custos para todos os estados pesquisados estão disponíveis CLICANDO AQUI.

Montanhas de milho ao relento no interior do Brasil

A safra recorde de milho, logo após uma safra também recorde de soja, além dos preços em baixa de ambos os grãos, resultaram em armazéns lotados e toneladas de milho armazenadas ao ar livre, expostas a temperaturas elevadas, à possibilidade de chuvas e a ataques de insetos e roedores. O problema já aconteceu em anos anteriores, mas em 2023 está mais grave, de acordo com representantes do agronegócio. Segundo a Câmara Setorial de Armazenagem de Grãos da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (CSEAG-Abimaq), o déficit de armazenagem de grãos no Brasil cresceu de 83 milhões de toneladas em 2022 para 118 milhões de toneladas este ano, também um recorde.

Prazo para regularização ambiental de imóvel rural está terminando

O prazo para adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA) foi prorrogado, mas os proprietários de áreas rurais superiores a 4 módulos fiscais têm o final do ano para inscreverem seus imóveis no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Já os donos de terrenos rurais de até 4 módulos têm mais tempo: 31 de dezembro de 2025. A inscrição é condição para adesão ao PRA. Feita a inscrição, os donos de imóveis rurais são notificados pelo órgão ambiental e têm 1 ano para aderir ao programa. Durante este prazo e enquanto o proprietário estiver cumprindo o termo de compromisso, é vedada a sua autuação por infrações cometidas antes de 22 de julho de 2008. A adesão ao PRA é uma boa forma de regularizar o imóvel rural, porque os estados oferecem condições facilitadas para a regularização. A adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA) requer inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Prazo para inscrição no CAR vai até 31 de dezembro deste ano para imóveis rurais superiores a 4 módulos fiscais e 31 de dezembro de 2025 para terrenos menores.

Abelhas mortas

Uso indevido de agroquímico causou morte de abelhas

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) apontou o uso irregular de defensivo agrícola com princípio ativo Fipronil como a causa das mortes de abelhas registradas em junho na cidade de Sorriso (MT). No trabalho de investigação, realizada em um raio de extensão de 30 km, o envenenamento por agrotóxicos foi elencado como a causa mais provável, já que a ocorrência de mortes dos insetos foi súbita e em área de grande extensão, o que descarta a possibilidade de quaisquer doenças conhecidas. Foi constatado que no dia anterior às mortes das abelhas, uma propriedade que cultiva algodão utilizou um produto agrotóxico com o ingrediente ativo Fipronil de forma irregular. O Fipronil, que é extremamente tóxico às abelhas, é usado no controle de pragas em diversas culturas como algodão, soja, arroz, batata, dentre outras. O proprietário foi autuado em cerca de R$ 225 mil.

Operação flagra trabalho escravo na Bahia

Onze membros de uma família foram resgatados de uma situação de trabalho análogo à escravidão em uma fazenda de gado no município de Santa Inês, no centro-sul baiano – a 300 km de Salvador. A força-tarefa composta por servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), da Defensoria Pública da União (DPU) e da Secretaria da Justiça e Direitos Humanos (SJDH) do Governo do Estado da Bahia atuou na operação que resultou no resgate. O grupo foi submetido a condições degradantes de trabalho, por 30 dias, na fazenda de propriedade do ex-prefeito da cidade, José Wilson Nunes Moura, sem registro e sem receber salários. Além disso, crianças e adolescentes também foram encontrados realizando atividades laborais na fazenda, elevando o número total de trabalhadores resgatados para 19.

Exportações de genética avícola brasileira quase dobram no primeiro semestre de 2023

De acordo com levantamentos realizados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), as exportações de genética avícola, incluindo pintos de um dia e ovos férteis, alcançaram um total de 14,156 mil toneladas no primeiro semestre de 2023. Esse número representa um crescimento de 95% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram embarcadas 7,274 mil toneladas. Além do aumento no volume de embarques, as receitas provenientes das exportações de genética avícola também registraram números impressionantes. No primeiro semestre de 2023, a receita totalizou US$ 129,425 milhões, representando um salto de 61% em comparação com o mesmo período de 2022, que registrou US$ 80,543 milhões em receitas.

Produção recorde de milho impulsiona setor agrícola

O setor agrícola do Brasil celebra uma safra recorde de milho. Dados da 20ª edição do Rally da Safra revelam que a produção de milho segunda safra alcançou 107,2 milhões de toneladas, representando um aumento de 16,1% em relação à temporada anterior. Esses números foram obtidos em uma área de 16,9 milhões de hectares. A estimativa inicial da produção, quando a etapa do milho foi lançada em 23 de maio, era de 102,4 milhões de toneladas. No entanto, à medida que a safra avançava, condições favoráveis e técnicas agrícolas avançadas permitiram que os agricultores superassem as adversidades iniciais. A produtividade média nacional foi estimada em 105,5 sacas por hectare, um crescimento notável de 14,8% em relação à safra anterior.

Latam apresenta o Airbus A320neo, primeiro da América do Sul
Latam apresenta o Airbus A320neo, primeiro da América do Sul

Mercado global de biorrefinarias deve ultrapassar US$ 1,4 tri até 2030

Relatório publicado pela ResearchAndMarkets estima que o mercado global de biorrefinarias para produção de diesel verde e combustível sustentável de aviação (SAF, em inglês) deve alcançar US$ 1,4 trilhão até 2030, crescendo a uma taxa anual de 10,6% entre 2022-2030. No ano passado, esse mercado foi calculado em US$ 647,2 bilhões. A biotecnologia industrial, um dos segmentos analisados ​​no relatório, está projetada para registrar um CAGR (taxa de crescimento anual composto) de 9,7% e atingir US$ 724,5 bilhões até o final do período de análise. A China lidera o avanço no biorrefino, com uma previsão de crescimento de 11,7% ao ano, alcançando US$ 239 bilhões até 2030. Em seguida, vem os Estados Unidos, onde o mercado deve valer US$ 182,8 bilhões até 2030. Por falar em SAF, a Latam recebeu no Brasil sua primeira aeronave abastecida com 30% de bioquerosene, produzido a partir de óleo de cozinha usado. A aeronave Airbus A320neo decolou do aeroporto de Toulouse, na França, e desembarcou em Fortaleza, no Ceará, num voo com uma pegada de carbono cerca de 80% menor do que uma viagem tradicional com querosene fóssil. A Latam espera ter pelo menos 31 aviões da família A320neo em operação até o final de 2023 e mais de 100 até 2030.

Grandes reservas de fosfato encontradas na Noruega

O entusiasmo europeu é grande com a recente descoberta norueguesa de uma grande descoberta de rocha fosfática que pode dar à Europa autonomia de fosfato. Em uma mina em Rogaland, no sudoeste da Noruega, uma equipe de pesquisadores da Norge Mining, com sede em Stabekk, na Noruega, descobriu uma reserva de minério de fosfato pesando o equivalente a 70 bilhões de toneladas, enquanto as reservas mundiais são estimadas em 71 bilhões de toneladas. É um montante muito grande e que seria mesmo possível garantir a autonomia europeia dos fosfatos durante pelo menos 50 anos.

Milho

Prévia sinaliza nova deflação no IGP-M em julho

A segunda prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) de julho teve queda de 0,72%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em igual prévia em junho, o recuo foi mais intenso, de 1,78%. Commodities e gasolina mais caras, respectivamente no atacado e no varejo, levaram ao resultado. Mesmo com taxa negativa mais fraca na segunda prévia, é muito provável que o IGP-M de julho ainda termine em deflação, embora menor que no mês anterior. Em junho, o IGP-M caiu 1,93%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) na segunda prévia passou de -2,58% para -1,03% de junho para julho. No período, foram observadas altas e quedas menos intensas de preços em minério de ferro (de -3,14% para 5%); milho em grão (-de 12,48% para -4,48%), trigo (de -6,36% para -0,36%) e soja (de -3,28% para -1,23%).