Cavalo Crioulo - Raça forte forjada nos campos do Sul

Gabiões na empilhadeira

O gabião é um muro de arrimo flexível usado como estrutura de contenção

São construídos como “gaiolas metálicas” feitas com fios de aço galvanizado para que resistam às intempéries sem oxidar, também podendo ser revestido por uma camada de PVC para maior resistência à corrosão.

São preenchidos por pedras organizadas manualmente ou com equipamentos mecânicos comuns e são “costuradas” continuamente por um arame, formando estruturas bem resistentes.

Gabião

As contenções à gravidade, como o gabião, utilizam o seu próprio peso para fornecer estabilidade aos taludes.

A estrutura

Para que um gabião seja bem executado e tenha um bom funcionamento, é necessário dar atenção à escolha dos materiais que serão utilizados, tanto nas características da malha metálica quanto ao material de enchimento.

A malha deve possuir alta resistência mecânica, alta resistência à corrosão, flexibilidade e não deve desfiar com facilidade. O melhor tipo de malha para esta função é a produzida por arames de baixo teor de carbono, revestidos com liga de zinco 95%, alumínio 5% e terras raras, podendo ter ou não revestimento plástico.

O agregado escolhido para o preenchimento das “gaiolas” pode ser qualquer rocha ou material não friável. Normalmente, são utilizados basalto, seixo ou granito. A granulometria dessas rochas deve ser pelo menos 1,5 vez maior que a abertura da malha metálica. O importante é perceber se o material escolhido proporcionará peso, rigidez e resistência à estrutura para as obras de contenção.

Tipos de muro de gabião

Gabiões tipo caixa

São formados com estrutura metálica em forma de paralelepípedo, produzida a partir de uma única malha hexagonal de dupla torção, formando a base, a tampa e as paredes frontal e traseira. A malha da base é unida com painéis durante a fabricação, formando os diafragmas e as paredes.

Gabião tipo caixa

Eles são elementos de alta resistência à tração, normalmente usados em estruturas que sofrem empuxos, como estruturas de contenção, e, também, possuem nível baixo de alongamento de suas malhas.

Gabiões tipo colchão

Possuem estrutura metálica também em forma de paralelepípedo com grande área e pequena espessura, malha hexagonal de dupla torção e formados por base e tampa, de forma separada. A malha que forma a base é dobrada, na fabricação, de um em 1 m formando diafragmas, esses dividem o colchão em fragmentos de mais ou menos 2 m2. Antes de ser aplicado, este colchão é desdobrado tornando-se um paralelepípedo, então, é posicionado no local especificado em projeto e costurado, após então, é preenchido.

Gabião tipo colchão

Muito utilizado em canais e margens de córregos e rios como revestimento, a fim de proteger e estabilizar, podem ser utilizados também em plataformas de deformação, protegendo a base de muros, canaletas de drenagem e revestimento de taludes.

Gabiões tipo saco

Com estrutura metálica de forma cilíndrica, são formados por uma única malha hexagonal de dupla torção e para seu fechamento nas extremidades, são usados arames de aço colocados de forma alternada entre as penúltimas malhas das bordas livres, isso permite que a peça seja montada no canteiro e possibilita reforço e rapidez em cada elemento ao longo da instalação.

Gabião tipo saco

Geralmente utilizado em obras hidráulicas, onde é necessária uma solução rápida, ou quando deve ser instalado em grandes profundidades (instalações subaquáticas), é bastante utilizado também, em locais que o solo apresenta baixa capacidade de suporte. É uma estrutura bastante versátil, sua instalação é feita com o auxílio de um guindaste ou uma grua, e devido a presença de água nos locais onde é utilizado, sugere-se que sua fabricação seja feita com arames protegidos por camada plástica, o que o torna eficiente em ambiente poluídos e quimicamente agressivos também.

Vantagens e características dos gabiões

  • Flexibilidade: Por ser construído com estrutura flexível, permite que o muro sofra recalques diferenciais sem que o talude perca estabilidade.
  • Permeabilidade: Os espaços vazios deixados pela acomodação das pedras permitem que a água presente no talude escoe pelo muro ocorrendo a drenagem necessária para que não tenha aumento da poro-pressão.
  • Baixo impacto ambiental: A matéria-prima utilizada no seu preenchimento é natural, além de permitir o desenvolvimento de vegetação entre as pedras, a facilidade de execução, que exclui a necessidade de mão-de-obra especializada, e a multifuncionalidade de aplicação.
  • Agilidade e facilidade durante a construção: facilitando a mão-de-obra que não precisa ser muito qualificada.
  • Baixo custo: Devido ao uso de materiais naturais e à mão-de-obra de baixo custo.
Gabiões

Desvantagens do gabião

A principal desvantagem é a avantajada largura da base, pois como é ela quem dá estabilidade ao muro, apresenta grandes dimensões, comprometendo faixas de terreno.

ATENÇÃO: O dimensionamento e o projeto do muro devem ser feitos por profissional habilitado!

Leia também:

Construção de currais

Cocheira funcional

Biodigestor de baixo custo – Veja como construir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.