Cavalo Crioulo - Raça forte forjada nos campos do Sul

Tambaqui (Colossoma macropomum)

A criação de tambaqui é uma das principais no ramo da aquicultura no norte do Brasil, por sua alta capacidade de adaptação e sabor apreciado pelos consumidores. Sua riqueza em proteínas é conhecida por auxiliar no funcionamento do sistema digestivo, muscular e articular.

Sua grande procura ocorre graças à docilidade, rusticidade, precocidade e adaptabilidade ao manejo dessa espécie. Cabe também ressaltar que a aceitação desse pescado pelo mercado consumidor é o que impulsiona sua produção.

Sua carne é extremamente apreciada pela maciez e pelo sabor, por isso é um dos pescados mais utilizados na gastronomia brasileira e principalmente na amazonense. A parte mais nobre desse peixe são as costeletas que podem ser preparadas grelhadas ou assadas. A caldeirada de tambaqui é um prato típico na região Norte do país.

Tambaquis

TAMBAQUI (Colossoma macropomum)

Características – pode alcançar um comprimento padrão (medido entre o focinho e a base da nadadeira caudal) de 90 cm e um peso aproximado de 30 Kg. Apresenta uma dentição poderosa, adaptada para quebrar as duras castanhas que fazem parte de sua dieta. Em suas brânquias podem ser observados espinhos longos e finos que são os rastros branquiais, utilizados especialmente durante a fase juvenil para filtragem do zooplâncton. Tem a carne bastante apreciada. Peixe de escamas com corpo romboidal, alto, achatado e serrilhado no peito. Nadadeira adiposa curta com raios na extremidade, dentes molariformes e rastros branquiais longos e numerosos. A coloração geralmente é parda na metade superior e preta na metade inferior do corpo, mas pode variar para mais clara ou mais escura dependendo da cor da água. Os alevinos são cinza claro com manchas escuras espalhadas na metade superior do corpo.

Detalhe da boca
Detalhe da dentição

Habitat – matas inundadas

Ocorrência – região Norte, além dos estados de Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

Hábitos – apresentam comportamento de piracema. Espécie migradora, realiza migrações reprodutivas, tróficas e de dispersão. Durante a época de cheia entra na mata inundada para se alimentar.

Alevino do tambaqui
Pronto para abocanhar o alimento
Tambaqui (Colossoma macropomum)

Alimentação – onívoro. Demonstra preferência por sementes de castanheiras e de palmeiras. Alimenta-se de plâncton, seres animais sobre o fundo, frutas, insetos aquáticos, caracóis, sementes e grãos de cereais, pequenos peixes e folhas e brotos de plantas aquáticas.

Ameaças – pesca predatória, poluição e destruição do habitat.

Leia outros artigos do BlogFauna RuraltecTV clicando no LINK.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.