CAMPO -  A importância dos trabalhadores rurais brasileiros

Turismo e Lazer

BlogFauna – Jiboia

Jiboia (Boa constrictor)

As jiboias são répteis da família Boidae, a família onde se encontram as maiores serpentes do planeta. Ela é considerada a segunda maior espécie do território nacional, ficando atrás apenas da sucuri. Essas serpentes são muito temidas pelo seu grande porte, entretanto, elas não são animais tão perigosos assim.

O termo constrictor do seu nome científico está relacionado com uma capacidade dessa serpente: a de matar a presa pela constrição de seu corpo. As fêmeas, quando comparadas aos machos, destacam-se por apresentarem um tamanho maior. São animais que apresentam uma expectativa de vida relativamente alta, podendo viver de 25 a 30 anos. Uma diferença que pode ser encontrada entre sucuri e jiboia está no fato de que a sucuri apresenta hábitos essencialmente aquáticos, apesar de também deslocar-se no solo. A jiboia, por sua vez, apresenta predominante hábito terrestre e semiarborícola.

Jiboia (Boa constrictor)

No Brasil, é permitida a venda da jiboia como animal de estimação. Entretanto, é fundamental conhecer o local onde o animal está sendo comprado. A venda só é permitida em locais que apresentam registros e autorização do Ibama. Lembre-se sempre de que o comércio de animais silvestres, sem todas as autorizações e registros, é crime. Sendo assim, não se pode retirar esse animal da natureza.

JIBOIA (Boa constrictor)

Características – pode atingir 4,5 m de comprimento. É a segunda maior serpente das Américas. Possui um belo padrão de colorido muito variado com ocelos dorsais escuros contrastando com cores claras como o cinza ou o amarelado. Apesar de ter a cabeça triangular, não é peçonhenta.

Habitat – matas, cerrados e caatingas

Ocorrência – do México ao norte da Argentina

Jiboia (Boa constrictor)

Hábitos – é de índole pacífica, não é venenosa e nunca ataca o homem. Ao contrário, foge muito lentamente à sua aproximação. Pode também tentar assustar o inimigo silvando alto. Apanha as suas vítimas ficando à espreita ou surpreendendo-as silenciosamente. Enrosca-se em torno delas e contrai o corpo até que a vítima não consiga respirar e morra sufocada. Engole a vítima tragando a cabeça primeiro e a digere devagar, caindo num torpor que dura às vezes diversas semanas. Despende pouca energia e pode ficar muito tempo sem comer. Passa a maior parte do tempo nas árvores. Gostam de ambientes mais abertos como o cerrado e a caatinga, nas florestas são sempre encontradas nas bordas das matas, capoeiras, ou clareiras, vive tanto no chão da floresta como no alto das árvores.

Alimentação – carnívoro (aves, mamíferos pequenos e lagartos grandes).

Jiboia (Boa constrictor)

Reprodução – vivípara. Produz de 8 a 49 filhotes por ninhada, após gestação de 127 a 249 dias.

Ameaças – caçada por servir como animal de estimação e por causa do temor do homem do campo que lhe acusa a morte de vários animais domésticos.

Texto introdutório adaptado de – SANTOS, Vanessa Sardinha dos. “Jiboia”; Brasil Escola.

Leia outros artigos do BlogFauna RuraltecTV clicando no LINK.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *